segunda-feira, 14 de novembro de 2011



É preciso se despir da vaidade das certezas para alcançar a dor do outro – movimento imprescindível para o amor.”

Eliane Brum

2 comentários:

  1. Profundo e lindo! beijos,ótimo feriado!chica

    ResponderExcluir
  2. isto é fato. O amor é despido de vaidades.

    Um beijo Eliete!

    ResponderExcluir

Apontadora de Idéias

Minha foto
São Paulo, Brazil
"A senhora me desculpe, mas no momento não tenho muita certeza. Quer dizer, eu sei quem eu era quando acordei hoje de manhã, mas já mudei uma porção de vezes desde que isso aconteceu. (...) Receio que não possa me explicar, Dona Lagarta, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma." (Lewis Carroll)

Arquivo do blog