domingo, 5 de dezembro de 2010


TERRA SONÂMBULA
MIA COUTO

LINDO...ADOREI...
algumas frases do livro

... "os sonhos são cartas que enviamos as nossas outras, restantes vidas".

..."O homem é como a casa, deve ser visto por dentro"!


"A riqueza é como o sal: só serve para temperar".

"Rindo as alegrias acontecem




11 comentários:

  1. Gostei das suas frases. verdadeiras...

    ResponderExcluir
  2. Ler Mia Couto é mergulhar num rio profundo de lucidez mesclado com curiosidade sedenta de encantamento...


    Beijo :)

    ResponderExcluir
  3. Olha uma dica de leitura. Eu ando meio parada, mas estou louca para ler um livro novo. Adorei os pensamentos. Beijinhos e uma linda e maravilhosa semana.

    ResponderExcluir
  4. Ei, Elizete! Obrigada pela visita ao Inverso. Adorei o seu cantinho tb!

    Boa semana!

    Sabrina

    ResponderExcluir
  5. Linda Postagem!
    Amo ler...
    Valeu a dica!
    Uma Excelente semana!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Elizete!
    Passei para retribuir o carinho e me encantei com seu espaço. Tudo por aqui é doce!
    Adorei as frases extraídas do livro, principalmente esta: "...O homem é como a casa, deve ser visto por dentro".
    BeijO*

    ResponderExcluir
  7. .

    Boa opção de leitura. Gostei das frases postadas.Em especial:

    "Rindo as alegrias acontecem"
    (Essa lembrou o G. Rosa)

    Beijos pra ti, Eliete.

    .
    .

    ResponderExcluir
  8. .

    Sua presença que me enche de sorrisos, Eliete.

    Seja sempre bem-vinda!


    Beijos muitos

    .
    .

    ResponderExcluir
  9. Adorei as frases escolhidas e as imagens!LINDO TUDO! beijos,tudo de bom,chica ( feliz pois dentro de 2 dias, abraçarei e terei aqui em casa, meu filho que não vejo há 3 anos e meio...)

    ResponderExcluir
  10. Eliete,


    E que o dia venha em Sorrisos ...


    Bjo.

    ResponderExcluir

Apontadora de Idéias

Minha foto
São Paulo, Brazil
"A senhora me desculpe, mas no momento não tenho muita certeza. Quer dizer, eu sei quem eu era quando acordei hoje de manhã, mas já mudei uma porção de vezes desde que isso aconteceu. (...) Receio que não possa me explicar, Dona Lagarta, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas... Mas não posso explicar a mim mesma." (Lewis Carroll)

Arquivo do blog